acheilondres.com

Responsive image Noticias

Como o Brexit poderá afetar a União Européia

Como o Brexit poderá afetar a União Européia

Desde o anúncio da crise econômica mundial em meados de 2008, a União Europeia sofre com um mercado de recessões, elevação de taxa de desemprego e pouco crescimento. O Reino Unido sempre fora um dos aliados econômicos mais importante do bloco, e desde então torna-se dúvida sobre sua permanência na União Europeia.

Ele é constituído pelo País de Gales, Inglaterra, Irlanda do Norte e Escócia. Diversos acordos, reuniões e estratégias foram realizadas a fim de manter o Reino Unido no bloco econômico, aceitando inclusive, especificidades que só o Reino Unido possui perante o acordo com os demais países na Europa.

A saída do Reino Unido poderia causar um colapso incalculável no bloco econômico europeu. A economia de todos os países seriam afetadas e a moeda perderia força em comparação ao dólar e ao mercado financeiro. Além disso, os diversos acordos assinados entre os países membros seriam reformulados, mudando toda a estrutura do mercado europeu.

A consolidação da União Europeia depende muito da permanência do Reino Unido. Atualmente, o Reino Unido mantém uma economia forte e em crescimento contínuo, números contrários a muitos países na União Europeia, que passam por um período de recessão e de crescimento da taxa de desemprego.

A negociação da saída do Reino Unido da UE seria um processo demorado e afetaria o comércio e a exportação entre os países. A estratégia é discutida como forma de fortalecimento do grupo de forma mais autônoma. Na UE, todos os países são sujeitos as legislações do grupo, que podem intervir diretamente na gestão econômica dos países, impondo até medidas de austeridade fiscal, como aconteceu com os países mais afetados pela crise como Grécia, Portugal e Itália.

A movimentação da saída do Reino Unido da UE é chamada de “Brexit”. A medida será votada em um referendo a ser realizado no dia 23 de junho em 2016 onde será decidida a permanência do estado dentro da UE. Muitos cidadãos apontam que, caso o Reino Unido decida sair da UE, o mercado exclusivo poderá ser interrompido.

Foto: abceconomics.com

 

Compartilhe:

Fabia Nishiuchi

Formada em comunicação, residente na terra da rainha a oito anos, tornei a troca de idéias e concepções entre as pessoas um estilo de vida, o qual, como resultado, se tornou um trabalho. Um trabalho que amo.

Noticias relacionadas